Instagram

nothing.

just another blog about sadness

0 notas

Suspiros. Arrepios. Lágrimas encharcando os olhos. Calor. Está tudo ok.

Isto descreve, muito superficialmente, o que eu sinto toda vez que penso em nós dois. Quando me lembro que você me ama, que também pensa em mim. Foram tantos obstáculos até chegar aqui, tantos enganos até te encontrar. Mas valeu a pena. Tudo o que eu vivi me preparou para quando você chegasse. Pra sentir isso tudo.

Se eu pudesse dar um conselho a alguém, certamente diria: namore alguém que te dê um tilti no coração. Algo que você não consiga explicar, mas sinta. Algo grande demais para ser resumido em quatro letras.

0 notas

Sobre você.

Pela primeira vez, estou escrevendo por estar feliz. Em vez de deixar minha tristeza e angústia me levarem ao teclado, dessa vez deixarei que o amor guie minhas palavras.

Você me traz paz. Você tem me mostrado a cada dia que amar não precisa estar lado a lado com a dor. Tenho percebido que a calmaria, que o sentimento por si só, sem qualquer carga de rancor ou culpa, é sim possível, e que eu sou capaz de lidar com isso.

Com você, eu sinto que posso ser quem eu quero ser. Que não preciso esperar nada do futuro, porque nós fazemos o presente ser incrível. Cada minuto com você parece muito pouco, e cada um deles sem você, uma eternidade. Eu sinto falta da sua voz, do seu cheiro, do seu toque. De você me chamando de idiota, me derrotando do Mortal Kombat (tá, eu não sinto falta de perder, mas você me entendeu), de dormir no seu colo quando o filme está em 2:32. Sinto falta de ver seu rosto assim que acordo, e antes de dormir. 

Você me ajudou a ver que meus bugs não são algo ruim. Me mostrou que, sem eles, eu não seria eu. E, se eu terminasse esse texto com um “eu te amo”, seria clichê demais, seria normal. Termino então, de outra forma.

Você me faz feliz.

0 notas

Perdão pela ausência. Estou sendo feliz, e permitindo que isso ocupe cada segundo da minha vida.

Arquivado em happy

2 740 notas

Frustrações do dia-a-dia. Vai de uma unha quebrada a um coração partido, ver o que não quer, escuta o que não deve, sente o que teme. O mundo vai parar por isso? Não. Então para de drama. De onde veio essa queda tem muito mais, quem cai uma vez, cai duas. Quem levanta duas vezes, levanta dez.
Jadson Lemos.  (via jadsonlemos)

(Fonte: hifens, via hifens)

0 notas

Eu não aguento mais. Eu venho tentando sobreviver, tentando deixar as coisas pra trás, seguir em frente, mas eu simplesmente não consigo. Minha mente está barulhenta, e por mais que eu tente, não consigo abaixar o volume. Você consegue imaginar como é passar 24h pensando, relembrando, sentindo essa angústia, esse aperto no peito, e tendo cada vez mais certeza de que você não é importante? Não é fácil ser um peso, uma vergonha, um incômodo.

Eu não quero mais sentir isso. Eu não quero mais essa frustração, essa saudade, essa sensação de fracasso. Se estiver lendo isso, eu só te peço uma coisa: não seja como eu. Não seja fraco. 

É preciso colocar um fim nisso. A cada dia, eu tomo mais coragem, e vai acabar acontecendo, uma hora ou outra. Eu vou desistir. Eu já desisti. 

0 notas

Porque o seu problema é não saber lidar com o abandono. Quando alguém te deixa, você faz o mesmo; você para de se cuidar, e se deixa só.
Minha psicóloga.

Arquivado em sadness

10 849 notas

Porque quando você ama sente necessidade da outra pessoa. Não por dependência, carência e outras coisas. Mas porque é bom estar ali, com o corpo junto, coração do lado, ouvindo a respiração. Você se sente em casa.
Pedro Bial.  (via jadsonlemos)

Porque nem sempre é cobrança. Às vezes é só saudade.

(Fonte: nevuei, via hifens)